The Change

O perfil oficial do Evanescence no Facebook perguntou aos fãs, em 22/05/2013, se eles gostariam de ajudar a fazer um lyric video de The Change ou de Made Of Stone. Em 11/06/2013, foi solicitado que os fãs submetessem imagens com excertos da letra de The Change, via o aplicativo TuneWiki. Em 10/07/2013, o canal da banda no YouTube lançou o lyric video.

Lost In Paradise

Amy declarou para a Fuse, durante a turnê do EV3, que não estava a par das escolhas da gravadora, mas acreditava que Lost In Paradise fosse ter um clipe. Após o fim da turnê, Amy pediu pelo seu Twitter em 10/11/2012 para os fãs enviarem filmagens de shows ao email evrocks2012@gmail.com a fim de montar um vídeo independente. O clipe foi lançado no canal oficial da banda no YouTube como surpresa para o Valentine’s Day americano, em 14/02/2013. Enquanto o vídeo era montado pela produtora independente JuddFilms, o AMPRock lançou um vídeo de Lost In Paradise com uma performance acústica, em jan/2013.

My Heart Is Broken

Fotógrafo e diretor de clipes e comerciais de Seattle, Dean Karr estudou Belas Artes na Washington State University e na Art Center College of Design. Vários de seus trabalhos já foram premiados em VMAs, Billboard Awards e MMAs.

Dean Karr, Estados Unidos

Clipe filmado em Los Angeles e lançado em jan/2012. Amy já conhecia Dean Karr de anos anteriores e gostava da perspectiva mais surrealista de seus trabalhos. O clipe foi a oportunidade que surgiu após algum tempo para eles trabalharem juntos. Foi utilizado também como tema para a história do vídeo o filme Paperhouse, em que uma menina consegue alterar seus sonhos, que são visões distorcidas e assustadoras da realidade, através de seus desenhos. “Nós estamos brincando com fibras ópticas, então é como se eu estivesse desenhando o mundo ao meu redor a partir do nada, e quando desenho as coisas com as minhas mãos, elas tomam vida.” A ideia de estar presa em um pesadelo fechava, segundo Amy, com a inspiração original da música: o combate ao tráfico sexual, causa da instituição Restore NYC apoiada por Amy.

What You Want

Meiert Avis se formou na Trinity College de Dublin. Entre os prêmios que ganhou, estão um Grammy e um VMA por clipes do U2 e, no ramo da publicidade, um Cannes Gold Lion e um Grand Clio.

Meiert Avis, Irlanda

Clipe filmado em New York e lançado em set/2011. A história do clipe foi escrita por Carrie Lee, irmã de Amy. Fãs puderam se submeter via email para participar das gravações no primeiro dia, no Brooklyn. A intenção do clipe era relembrar os antigos clubes de show da banda, como o Vino’s, onde a plateia ficava bem próxima. No dia de gravação com os fãs, fazia muito calor na cidade e no set; muitos acabaram até vomitando. Tim também vomitou e Amy passou mal. No segundo dia de gravação, foram feitas as tomadas só com Amy. Na cena da água, Terry não estava muito certo se devia fazê-la, mas acabou concordando!

Good Enough

Diretor de clipes e comerciais, Rich Lee começou sua carreira como escultor para shows da Broadway. Ele foi responsável por projetos de computação gráfica e modelagem 3D para filmes como Piratas do Caribe, Constantine, Eu Sou A Lenda e Minority Report.

Rich Lee, Estados Unidos

Clipe filmado em Budapeste e lançado em set/2007. Durante as filmagens, Amy Lee teve que ficar bem próxima ao fogo que aparece no clipe. Antes do lançamento oficial, vazou uma versão sem os efeitos especiais. No início do clipe, aparece um homem em uma foto, mas não é ninguém em específico. As passagens escritas no livro do clipe são excertos da música “Can’t let go of this dream, I can’t breathe but I feel good enough for you to love me too, shouldn’t let you”.

Sweet Sacrifice

Diretor de clipes e comerciais, fotógrafo e designer, Paul R. Brown estudou Design na Minneapolis College of Art and Design. Foi diretor de arte da Capitol Records e fundou a Bau-Da. Já foi indicado a um Grammy pelo clipe com Alicia Keys e Jack White.

Paul R. Brown, Estados Unidos

Clipe filmado em Los Angeles e lançado em abr/2007. O clipe possui cenas de performances ao vivo, mas gravadas no estúdio, projetadas nas paredes e tecidos do cenário. Foi inspirado no filme A Cela. Como Amy disse à MTV, é “como se estivéssemos nas paredes de nossas mentes” e “já que o clipe é o nosso mais pesado, nós realmente queríamos focar nossa performance mas ainda com alguma coisa realmente única (…) Não tem muitas coisas fofas e vôos, nem mesmo truques ou lobos; é mais real como a música e é único para nós, nós geralmente fazemos coisas doidas”. Houve uma promoção no EvClub e alguns membros foram sorteados para poderem assistir à gravação do clipe.

Lithium

Diretor de clipes e comerciais e designer de efeitos visuais, Paul Fedor estudou ilustração na Parsons School of Design. Hoje, atua na área de efeitos visuais, com destaque para a saga do Capitão América, Godzilla, 2012 e O Aprendiz de Feiticeiro.

Paul Fedor, Estados Unidos

Clipe filmado em Hollywood e lançado em nov/2006. O clipe, conforme o site da MTV, é um embate entre Amy de preto e Amy de branco, a tristeza e a felicidade. Segundo Amy, o diretor colocou maravilhosamente a atmosfera da música: “Lithium é sobre fazer a escolha entre o conforto da tristeza e a ideia de felicidade. você entra nesses ciclos onde você está sujeito a más situações ou relacionamentos ou qualquer coisa e é difícil você próprio sair disso porque é tudo tão negativo e pesado. é mais ou menos sobre isso, estar livre. (…) uma metáfora de felicidade, de um ponto de vista negativo. É como se fosse ‘não quero enlouquecer e não sentir mais nada’ ”, disse Lee. Amy já havia feito aulas de mergulho que, novamente, foram importantes para fazer as cenas embaixo d’água.

Call Me When You’re Sober

Diretor e produtor de filmes e clipes, Marc Webb nasceu nos Estados Unidos. Seu trabalho mais conhecido é a regravação da saga do Espetacular Homem-Aranha, iniciada em 2012.

Marc Webb, Estados Unidos

Clipe filmado em Hollywood e lançado em ago/2006. O clipe apresenta ícones que rememoram à história de Chapeuzinho Vermelho, como lobos e uma capa vermelha que Amy usa. O ator que interpreta com Amy é Oliver James Goodwill, chamado nas gravações de wolfie, modelo e baterista da banda Melessa Jean. Na gravação, foram utilizados lobos de verdade que, segundo a Amy, eram quase do tamanho dela e lhe causaram alergia. Foi exibido um especial na MTV com o making of do clipe.

Everybody’s Fool

Diretor de filmes, clipes, comerciais, óperas e produções teatrais, Phillip Stölzl começou com designer de set no teatro. Foi premiado com um Urso de Berlim em 2001. Sua filmografia conta com Il Trovatore (musical), Perseguição Implacável e Goethe!.
Philipp Stölzl, Alemanha

Clipe filmado em Los Angeles e lançado em abr/2004. O clipe mostra Amy vestida alternadamente como uma adolescente fútil, uma ‘pop idol’ pré-fabricada e uma garota rica e glamourosa. Amy faz uma crítica à artificialidade de alguns artistas; a inspiração para a letra veio do fato de sua irmã estar ouvindo cantoras pop, como Britney Spears e Christina Aguilera, nos anos 90. Em entrevista à MTV, Amy comentou sobre a cena com as motos: “Tem essa cena em que todos nós estamos nas motos e toda vez que assisto eu rio muito. É a cena em slow motion quando eu tiro o capacete, balanço o cabelo e olho para a câmera… É muito hilária, é ridículo… [O clipe] É bem diferente de tudo que já fizemos porque não tem nenhuma performance. Todos nós estávamos rindo o tempo todo. Era tipo ‘Por favor, não ria agora, só me dê cinco minutos para terminar essa cena.’

O que é dito na cena do elevador: “Oh meu Deus, é ela? – Definitivamente.” “Com licença, você é quem eu acho que é? – Sim!” “Você parece bem mais feia agora que estou te vendo melhor.”

My Immortal

Diretor de comerciais e clipes, David Mould começou autodidata e hoje é conhecido como um dos diretores mais versáteis. Seu sucesso como diretor de clipes o levou para o mundo dos comerciais, onde atua atualmente.

David Mould, Reino Unido

Clipe filmado em Barcelona, no Gothic Quarter, e lançado em dez/2003. No clipe, Amy é um fantasma, ela nunca toca o chão. É possível entender a letra da música de duas maneiras: houve uma separação de um casal ou um deles morreu. Pode-se inferir no clipe que Amy está morta e Ben, na interpretação, seria o companheiro que ainda vive; ambos, porém, não conseguem se livrar da presença um do outro “but you still have all of me”. O clipe foi gravado duas semanas antes de Ben deixar o Evanescence. Na época do lançamento do clipe, a versão com a banda esteve disponível para download no site oficial, pois as primeiras tiragens do Fallen não continham a música. My Immortal foi o primeiro clipe Vevo Certified da banda.

Going Under

Diretor de filmes, clipes, comerciais, óperas e produções teatrais, Phillip Stölzl começou com designer de set no teatro. Foi premiado com um Urso de Berlim em 2001. Sua filmografia conta com Il Trovatore (musical), Perseguição Implacável e Goethe!.
Philipp Stölzl, Alemanha

Clipe filmado em Berlim e em Los Angeles e lançado em set/2003. O clipe foi baseado no filme A Morte do Demônio. Amy veio com algumas ideias para o vídeo e desenhou o corset que ela usa no clipe, no valor de U$2.500 (a maior quantia que ela já disse ter pago em uma peça de roupa), e também fez a roupa branca usada nas cenas de baixo d’água. Amy declarou: “É branco e tem vários retalhos; parece com algo que uma pessoa morta usaria”. A ideia para essas roupas veio quando ela estava se recuperando de uma doença, em um hotel de Los Angeles. Ela já havia feito aulas de mergulho que foram importantes para fazer essas cenas. Durante as filmagens, Amy acabou pegando uma gripe.

Bring Me To Life

Diretor de filmes, clipes, comerciais, óperas e produções teatrais, Phillip Stölzl começou com designer de set no teatro. Foi premiado com um Urso de Berlim em 2001. Sua filmografia conta com Il Trovatore (musical), Perseguição Implacável e Goethe!.
Philipp Stölzl, Alemanha

Clipe filmado na Romênia e lançado em abr/2003. O clipe conta com a participação de Paul McCoy, vocalista da banda 12 Stones. Amy e Ben disseram que não entenderam bem o que o diretor queria mostrar com o vídeo, mas todo o roteiro já estava pronto: a dúvida entre sonho e realidade é a questão encenada. Amy chegou a comentar que não gosta de assistir mais ao clipe. Ela realmente subiu uma parte do cenário e, para parecer que estava caindo, Amy foi presa em um sistema com arames de modo que o ventilador pudesse fazer vento. Na cena em que Amy cai de costas no clipe (por quase 25m), foi utilizada uma dublê. A banda brincou de guerrinha com bolas de neve durante os intervalos.

Outros projetos

I’m So Lonesome I Could Cry – Johnny Cash Tribute (2012)

Break In – Halestorm (2012)

Freak On A Leash – Korn MTV Unplugged (2007)

Epiphany – Staind (2007)

One Thing – Finger Eleven (2007)

God’s Gonna Cut You Down – Johnny Cash (2005)

Broken – Seether (2004)

Stupid Girl – Cold (2003)

Gone Away – Cold (2002)

MTV Unplugged – Staind (2001)

Brother – Dark New Day (2005)

Bonethrower – The Revolution Smile (2003)