São mais de 20 anos de banda, mais de 10 de sucesso mundial… E uma quantidade imensa de mistérios.

Por Immortal Essence, contato@evanescence.com.br

‘Evanescence’ significa, antes de qualquer coisa, mistério. Apesar do grande empenho dos fãs em tornar claros todos os detalhes da história da banda (incluindo este site que vos fala!), parece que sempre sobra uma mentirinha aqui, uma lenda aqui…

No início, eram as revistas da banca que contavam informações valiosíssimas aos fãs. Todos conhecemos a história de I’d Do Anything For Love porque a cada edição nova da Editora Escala, ela era repetida! Alguns ritos clássicos dessa era, já resolvidos ao longo dos anos, foram:

• Angel Of Mine é da cantora Amanda Somerville.
• Ascension Of The Spirit é uma música de 11’48” com longas partes de silêncio sim.
• Aquela capa diferentona do Sound Asleep EP nunca foi provada ter sido feita pela Amy, e muito menos seria um autorretrato.

Que fique claro: obrigado, Editora Escala, por ter feito nossa adolescência melhor! Podemos dizer que nosso quarto ficava lindo cheio de pôsteres da era mais especial da banda *-*

  • Você comprou essa revista com a sua mesada

Aprendendo Inglês

De cada 10 nativos da Geração Y, 9 começaram a aprender inglês com músicas e videogames. Lá pelos ritos de 2003, ainda existiam revistas com Letras Traduzidas, o paraíso dos fãs!

As letras e traduções vinham dos sites dedicados a isso, como o Letras.mus.br e o Vagalume. Como esses sites são abastecidos livremente pelos usuários, algumas músicas acabavam sendo associadas ao Evanescence erroneamente. Você acha que ‘Angel Of Mine’ já saiu da lista?!

Os clássicos: o nome ‘Wake Me Up Inside’ para Bring Me To Life, o nome ‘I Must Be Dreaming’ para Bleed – ok, mas essa demorou para ser descoberta, foi só depois de ver o catálogo do BMI -, e a ainda misteriosa ‘Catherine’ sobre a qual inexistem provas de ser a ‘Unknown Song’ de 1999.

Os Downloads

Houve um tempo em que a gente disputava com o irmão, a mãe, a tia, a vizinha etc. o uso do computador. E houve um tempo em que o fã mais hardcore tinha baixado toooodas as versões disponíveis nos confins da internet das demos do Evanescence! Se você quisesse o mp3 de alguma música ou debater sobre ela, a forma mais rápida era chamar seu amigo evanescêntico no MSN.

Ah, como era bom colocar aquele “People die… but real love is forever” no status. Podia até ser uma indireta para alguém. Só precisava ter três ††† no mínimo.

Sabichão das Letras no MSN

Todas as versões das músicas, todas MESMO, eu tinha. E permitia que o MSN mostrasse o que meu player tocava com o nome corretinho: ‘Whisper v.2 (Demos Bootleg)’.

Gótico das Raridades no MSN

Eu ficava horas escolhendo os avatares mais bonitos da Amy e da banda. Usei muito os avatares do Immortal Essence: confira aqui. E também instalei skins lindas!

Futuro Designer no MSN

Já conhecemos todas as versões das músicas do Evanescence (até surgir um material raro por aí!). Você pode baixar todas TODAS TODAAAAS as gravações deles na nossa página de Áudios. Com segurança, nós podemos dizer que se não está lá é porque não existe!

Ah, não esqueça que os materiais oficiais estão disponíveis para compra ou streaming; sendo assim, o Immortal Essence não apoiará a pirataria.

Detetive Virtual: Verdadeiro x Falso

Amy e Ben tiveram um relacionamento amoroso?

SIM

O excelentíssimo John Lee, pai de Amy, confirma no DVD biográfico After Midnight que os dois tinham uma relação complicada, pois viviam às voltas com o namorico. Uma hora, ele ficou de saco cheio e mandou Amy ir estudar música #Grito Fora essa declaração, não há nenhuma entrevista em que Amy confirme a lenda da letra de Going Under ser sobre Ben.

Houve algum abuso no relacionamento Amy x Ben?

SIM

Após a saída de Ben da banda, a esposa do ex-baterista Rocky Gray postou no EvBoard.com sobre o assunto. Fonte de informações prévias de lançamentos do Evanescence, Reneé contou que Ben era psicologicamente abusivo com Amy e essa situação nunca havia sido exposta entre os outros membros porque, se soubessem, eles entrariam em confronto pesado.

Lembro que divulgaram a trilha de Silent Hill 2 como sendo If You Don't Mind...

NÃO

Em maio/2007, quando as primeiras informações sobre as canções extras de The Open Door apareciam, surgiu um trechinho no EvThreads dizendo-se ser de IF You Don’t Mind. Pra acabar com o boato, disseram que era trilha do Silent Hill 2 (até está no Evanescence Reference). Só que isso também é boato: tratava-se de uma composição em cima de uma música de Beethoven.

Mike Shinoda foi convidado para cantar em Bring Me To Life?

NÃO

Em entrevista para a Blabbermouth em 2004, Chester Bennington (Linkin Park) disse que conheceu Amy Lee no estúdio de gravação do Fallen. Amy disse que a gravadora estava insistindo em ter um rapper em Bring Me To Life e que pensaram em falar com Mike Shinoda. Chester aconselhou Amy a lutar pelo seu estilo. Mas a gravação do rap aconteceu com Paul McCoy. De 2006-2016, o rap foi retirado das performances ao vivo.

A música So Close é um cover?

SIM

É fato que a música não é do Evanescence. Além dos créditos do Evanescence EP mencionarem Will Boyd, Matt Outlaw (músicos adicionais no EP) e Ben Moody como compositores, a canção não aparece listada no catálogo BMI de Ben. Mas a informação que correu em muitos fóruns antigos, de que a música era de uma banda chamada So Close, ou ainda que os integrantes dessa banda haviam falecido…, nunca foram provadas.

E você? Você se lembra de mais alguma lenda?

SIM!

Compartilhe abaixo a história trevosa que você conhece e venha iluminar os fãs que ainda desconhecem a verdade.

Vale tudo: música, capa de disco, treta de fórum.

Se a verdade está lá fora, meu amigo, a única luz que vai trazê-la à tona é a chama da minha vela de amor (flame of my love’s candle)…

†††

2016-11-24T17:21:04+00:00 novembro, 2016|Artigos|
  • Caroline Gadelha

    Li em uma dessas revistas umas vez que a Amy tinha um irmão q morreu e q ela fez uma música para ele. Sabem se é verdade ? Qual seria a música?

    • Ana Carla

      A Amy dedicou duas músicas à sua irmã que faleceu ainda criança, nascida logo depois da Amy. São Hello e Like You (e, por isso, nunca tocadas ao vivo).